Archive for the ‘humor ácido’ Category

21/04/2009

será que é um problema exclusivo meu…

… ou vcs tb morrem de medo quando vêem EMOS?

emo2

-qqq oi bgzz

Anúncios

OVNI captado pelos radares da FAB

25/04/2008

e a cada momento chegam novas informações quentíssimas sobre o paradeiro do padre-piloto.

um fiel da comunidade onde o sacertode era pároco, diz ter tido um pressentimento de que ele estava na região de florianópolis, capital de santa catarina. por conta disso, a família do padre resolveu alugar um teco-teco avião para fazer as buscas na área apontada pelo vidente.

segundo informações recentes, vou dar uma dica pros parentes: acho bom dispensar o avião, e contratar um ônibus espacial. fontes seguras informam que um OVNI (objeto voador não-identificado) , foi captado pelos radares da força aérea brasileira, entrando em órbita. os satélites foram direcionados para o objeto desconhecido, e advinhem quem era? a foto já está no google earth. vejam:

opa! acho que subi demais!

como usar um gps?

23/04/2008

então, o que tá rolando de piada em cima desse padre que resolveu voar amarrado a balões contendo gás hélio não está nas escrituras sagradas…

opa! solta que eu quero ver Deus de pertinho, caralho.

aliás, a peripécia derradeira do padre aviador é o assunto do dia com um amigo, estudante de jornalismo, que mora no rj. a imprudência do sacerdote, de tão bizarra, chega a ser cômica. como alguém pretende voar de balão com uma condição climática completamente desfavorável, sem ao menos saber operar um gps, minha gente?

segura na mão de Deus, e não olhe para trás… nem pro GPS

o plano do padre era chegar a aproximadamente 2.000 metros de altura, mas segundo os especialistas, antes de cair no oceano, o padre pode ter chegado a 6.000, ou seja, 3x mais do que o planejado. a essa altitude, provavelmente o padre tinha muita dificuldade para respirar, uma vez que o ar é rarefeito, e além da temperatura super baixa, a diferença de pressão provavelmente fez com que o filhodedeus ficasse inconsciente, e talvez até morresse, antes de virar comidinha de peixe.

nossa, será que cheguei no céu? é tudo tão azul, nossinhora!

o fato é que a gente adora uma teoria da conspiração, e já tem nêgo dizendo que ele foi tragado pelo triângulo das bermudas brasileiro. outros tão dando a dica pros bombeiros de onde achar o padre-piloto. parece que ele caiu numa ilha e se juntou a um pessoalzinho que estava perdido por lá também, e a essa altura dos acontecimentos super deve estar queimando uma carninha com os novos amigos. só torcer pra algum deles saber usar o gps.

oi? foi daqui que encomendaram balões pra uma festinha?

ficadica pra defesa civil.

e isso tudo me lembra uma música que minha mãe cantava pra mim quando criança, que se encaixa perfeitamente no caso do padre. segue a letra:

“meu barco é pequeno, tão grande é o mar / Jesus, segura minha mão / ele é meu piloto, e tudo vai bem / na viagem pra jerusalém, amém!”

adaptando para o fato:

“meu balão é pequeno, o gps eu não sei usar / jesus, segura minha mão / ele é meu piloto, e tudo vai bem / na viagem para o além, amém!”

UPDATE: você, que adora tirar sarro dos acontecimentos toscos, clica aqui.

doce difícil de mastigar – e engolir.

23/04/2008

eu sei fazer um álbum ruim também, viu, mariah? beijos.

então, gente. o que é esse cd novo da madonna? eu fui lá, desesperado (não tanto quanto a coitada que morreu após passar dias sentada na frente no pc, esperando o disco vazar), na fissura para baixar o tão esperado novo cd da senhoura (sim, querida, cinqüentinha batendo às portas…). esperava, no mínino, algo à altura de “confessions on a dancefloor”, que, sem dúvida, é uma aula de como se fazer música eletrônica de qualidade, uma obra-prima da cantora.

e, my gosh, após ouvir umas 4 ou 5 vezes o álbum, eu fiquei me perguntando: o que tinha na água das cantoras que lançaram cd esse mês? porra, mariah carey (ok, ela é baranguinha que dói) lançou um cd uóóam no começo de abril, e agora vem digruja, pra fechar, essa bomba em forma de doce. hard candy é, disparado, um dos piores álbuns da carreira de madonna, na minha modesta opinião. não sei daonde ela tirou que quer ser igual às piriguetes de 20 e poucos anos por aí, gente, fazendo parcerias com rapper. e pior de tudo, super senti uma vibe “nelly furtado wannabe” nas parecerias dela com o timbaland (aliás, sou eu que talvez seja mal-comido mal-amado, ou o mundo está babando um ovo indevido para esse cara?). e justin, ok, vc é uma delícia, beijosmeliga, tipos que eu tou super curioso até agora pra entender o que madonna tem a ver com você.

madonna, da próxima vez que você quiser fazer uma merda dessas, me chame para produzir o álbum, prometo que pior do que hard candy nao deve ficar, e, de quebra, vamos nos divertir horrores juntos, é só me ligar. ficadica. beijos.

ABNT, beatles e sorvete de creme

03/04/2008

basicamente, assim que posso descrever meus ultimos dias. brigando diariamente com a abnt – pra quem não sabe, um monte de regras que alguém que nao trepava inventou para atrapalhar a minha vida – que insiste em me deixar confuso sobre sua utilização prática na existência da maioria das pessoas. ok, eu pretendo seguir carreira acadêmica, portanto, consigo prever que a bendita será minha companheira durante muitos anos pra frente.

+

e pra quem não viu ainda, não percam tempo. across the universe é um dos filmes mais lindos de todos os tempos. não exatamente pelo roteiro, que é criativo, mas pela fotografia. é lirismo puro, por exemplo, a cena de amor da foto abaixo, feita dentro d’água. o filme é um musical muito interessante, com canções dos beatles em roupagem nova. destaque para a versão emocionante de “let it be”.

across-the-universe-still.jpg

+

e sim, o sorvete de creme – pra ser mais preciso, de creme com chocolate – foi minha maior alegria de hoje. tipos que quase foram 2 litros sozinho. na minha opinião, equipara-se ao cigarro, para efeito de segurar a ansiedade. e acho que faz mal tanto quanto.

como ser famoso com seu fotolog.

25/03/2008
como eu estou razoavelmente doente essa semana, me sinto no direito de escrever um post daqueles que eu adoro ler, mas que eu quase nunca escrevo. não por falta de coragem, ou qualquer bobagem, mas é basicamente porque minha vida já é caótica o bastante pra eu me preocupar em falar mal de outras pessoas. mas hoje, eu resolvi ser um pouquinho mais ácido.não sei se é porque, como estou de molho em casa, tenho tido mais tempo de zapear a televisão durante o dia, mas o fato é que tenho prestado mais atenção em programas que eu já tinha assistido, porém, nunca tinha tido aquele

insight, que te faz pensar “caraca, que porra é essa?”.e foi assim com o programa

“scrap mtv”, apresentado por marimoon. oi? mariquem?
sim, marimoon. pra começo de conversa, isso não é nome de gente.
e alguém me explica que cabelo é aquele? uma pessoa que usa madeixas cor-de-rosa choque, na minha opinião, é tem o gosto completamente duvidoso. reza a lenda que ela começou a “carreira” (oi?) com um fotolog, bastante visitado. aproveitou pra ganhar o dinheiro em cima dos
teenagers que copiavam seu estilo, e começou a vender camisetas e bolsas através da web.
suas fotos são clichês – aquele esqueminha básico de
fotologgers: sempre no mesmo ângulo que favorece mais, o rosto ligeiramente inclinado, fazendo o famoso “carão”. o biquinho também serve. e sempre, sempre na frente do espelho. se aparecer sua câmera foda, de 5.000 r$ parcelados em 36x, melhor ainda. afinal, lá vende-se a imagem.pois bem. sei que marimoon foi parar, não sei como, na mtv. tudo bem que, a primeira vista, ela chama atenção e tem empatia com os adolescentes – que aparentemente se tornaram o público-alvo da emissora. mas, gente, ela é muito ruinzinha. sérião.

há que se considerar sua inexperiência como apresentadora, indubitavelmente. mas não há como negar sua incapacidade de conduzir uma entrevista (todos os dias o programa recebe um convidado), e não foram raras as vezes em que presenciei visível constrangimento e desconforto dos entrevistados com o modo através do qual ela conduz a conversa.
isso sem contar que ela olha para a câmera fazendo pose, como se estivesse prestes a tirar uma foto. olhos semi-cerrados, sorrisinho no canto da boca, sempre de perfil.

no programa ela dá dica de música, moda, estilo, e, acreditem, até culinária. uma espécie de

ana maria braga reloaded, obviamente, muito mais modernosa e descolada. a intenção do programa é legal: reunir cultura pop e atitude, encarnados através de um personagem. porque, é isso que marimoon parece ser, um personagem recém-saído de um encontro cosplay (aquele em que as pessoas se travestem de personagens de desenhos japoneses). pode ser que meu prognóstico esteja errado, mas não acho que ela vá durar muito na mtv. a emissora tem a tradição de colocar novos vjs em teste por um ano, prorrogáveis

ad infinitum caso o apresentador demonstre competência para se manter por lá. vide marina person, uma das mais veteranas, que faz parte da emissora desde tempos imemoriáveis.verdade seja dita, marimoon tem um pingo de carisma. e pode aprender a multiplicar esse potencial, caso alguém intervenha urgentemente no seu trabalho. e, logicamente, se ela mudar a cor dos seus cabelos para um tom menos berrante, porque já é sabido a muito tempo: na tv, tudo que é exótico, cansa muuuito rápido…